20 de mar de 2016

IMPERMEABILIZAÇÃO

Você sabe da importância de impermeabilizar na hora de construir?

Desde os primórdios da civilização o homem procura proteger seu local de trabalho e moradia contra a ação da água. A princípio a impermeabilização era considerada uma barreira física, com o objetivo de evitar a percolação d’água indesejável, ou de outra forma, dirigi-la para pontos de escoamento fora da área que necessitávamos proteger.
No entanto, a impermeabilização tem uma finalidade muito mais importante, que é proteger os materiais construtivos das edificações contra a degradação, visto que a maioria sofre deterioração em função da presença de água e vapores agressivos. O conceito de proteção estrutural passou a ser abrangente e envolveu praticamente todos os setores da construção civil. As tecnologias continuam exigindo materiais e técnicas de aplicação cada vez mais modernas.
Em função da não utilização da impermeabilização como proteção contra os efeitos patológicos originários da presença de água, umidade ou vapores, essas manifestações têm crescido muito nos últimos anos, gerando, segundo estimativas feitas por diversos institutos de pesquisa na área da construção civil, despesas em manutenção que atingem a astronômica cifra de 4% do PIB, que equivale a mais de uma dezena de bilhões de dólares.
Com o aumento significativo do volume de obras na construção civil, a partir da década de 60 no Brasil, tanto na área habitacional, como na área industrial e pública, a impermeabilização assumiu um papel capital na proteção das edificações.


Veja estas dicas dos tipos e locai necessários a serem impermeabilizados:

Quais os impermeabilizantes mais indicados para construção e reforma? 
Cada área requer um tipo de impermeabilização, de acordo com as suas características. Nunca use o mesmo material como remédio para todos os males. Também não acredite em milagres, e consulte um especialista. 

°Porque impermeabilizante é um produto essencial para garantir a segurança, o futuro e o conforto de uma obra? 

Porque a impermeabilização protegerá sua obra contra todo e qualquer tipo de umidade e infiltração. 


° Qual a norma técnica determinada pela ABNT? Por que é importante escolher impermeabilizantes que atendem às normas técnicas? 

A NBR 9575: Impermeabilização – Projeto e Seleção é uma norma que estabelece as exigências e recomendações relativas à seleção e projeto de impermeabilização, para que sejam atendidas as condições mínimas de proteção da estrutura em relação à proteção contra infiltração de água nas partes construtivas, além de preservar a saúde, segurança e conforto do usuário. 


° O que acontece com a obra, se não for aplicado um impermeabilizante nas áreas de maior umidade ou sujeitas a infiltrações ? 

A água penetra em todos os locais, sem exceção. E sua presença gera umidade e problemas nos materiais usados na construção, causando sérios prejuízos aos usuários. Os prejuízos podem ser estéticos, como manchas na pintura, pisos soltos, revestimentos descascados; financeiros, como a desvalorização do patrimônio; problemas de saúde ao usuário, provocados pelo mofo, bolor etc.; e até de segurança, como oxidação das estruturas de proteção, batentes de janelas e portas. 


° Há diferenças entre uma construção de residência, de escritório, indústria ou uma reforma. Em cada projeto, que impermeabilizante devo usar? 

O tipo de edificação pode interferir no tipo de impermeabilização selecionada, principalmente no que se refere ao uso e às características específicas da estrutura do imóvel. Uma laje de estacionamento de um shopping center, ou uma laje de um edifício residencial exigem impermeabilização com mantas asfálticas. No entanto, a laje do shopping exige uma manta asfáltica com maior espessura e maior quantidade de camadas. Exige uma proteção ainda maior, porque sua manutenção é mais difícil, exige a paralisação da rotina do estabelecimento, seu tráfego é mais intenso e qualquer problema acarreta em altos prejuízos. Entretanto, todas as áreas merecem ser tratadas com a mesma responsabilidade e com a mesma qualidade de produtos e sistemas impermeabilizantes. 


° Como posso identificar um impermeabilizante de boa qualidade? 

O impermeabilizante escolhido deve atender todos requisitos das normas técnicas da ABNT. Na dúvida, busque mais informações e referencias de obras já realizadas. Não confie somente na aparência da embalagem ou no fabricante, tenha sempre referencias de um especialista ou de quem já utilizou o produto.


° O que devo observar na loja, quanto à exposição do produto, embalagem, informações do vendedor e preço? 

Os produtos devem ser acondicionados em embalagens práticas, que facilitem a estocagem, transporte e manuseio. Devem conter todas as informações referentes à finalidade do produto, composição química, forma de aplicação, incluindo preparo da superfície, consumos ou rendimento e informações sobre segurança. 


° Em que situações o impermeabilizante é prioritário e deve ser usado, antes de concluir o acabamento? 

O impermeabilizante sempre deverá ser aplicado antes do acabamento final, em todas as áreas que necessitam de proteção, salvo quando o sistema impermeabilizante for projetado para ficar exposto, constituindo o acabamento final. Como por exemplo as mantas autoprotegidas (ardosiada e aluminizada), os revestimentos epóxis, os impermeabilizantes acrílicos etc. 


° O que pode acontecer, em minha construção, se eu não usar o impermeabilizante correto? 

Num primeiro momento, as infiltrações e a umidade causarão um sério desconforto com goteiras, manchas na pintura etc. Na evolução do processo, as infiltrações se alastram e passam a danificar tudo o que estiver em seu caminho, como a pintura, argamassa, revestimentos, móveis, entre tantos outros elementos usados na decoração e construção do imóvel. Nos casos mais críticos, a falta da impermeabilização pode comprometer a segurança e a estabilidade das edificações. 


° Quais os problemas mais comuns, que um bom impermeabilizante é capaz de evitar? 

Infiltrações, causadas pela atuação da água empossada em lajes; ou causadas pela água que cria pressão positiva, ou seja, aquela que permanece parada em tanques, reservatórios, caixas d’água, piscinas etc; umidade de solo que transmite esta umidade para muros, paredes e pisos em contato direto com a terra e os problemas causados pela água sob pressão negativa, aquela que cria infiltrações e inundações, provocadas pela presença de lençol freático. Na construção, os prejuízos serão sempre os mesmos: danos nas paredes, manchas na pintura, mofo, bolor, umidade, prejuízos entre os materiais de acabamento e móveis destruídos. 


Fonte.: Sites de Internet e IBDA.